Drave

A magia de Drave...e o nosso ego muito alto.
 
Esta aldeia de Drave tem de facto muita magia.  Que povo aquele, que viveram neste lugar, práticamente isolados de tudo e de todos e com acessos difíceis, quase impraticáveis. Pois bem, nós fomos lá. Mais uma vez o Saint Peter foi carola e o tempo esteve soberbo para  caminhar. O início da caminhada é que foi num horário um pouco tardio, e se o Sol não estivesse encoberto, não sei o que seria. As pessoas tem que começar a pensar sériamente nesta questão dos horários. Foi notório que algumas pessoas pessoas tiveram imensa dificuldade em fazer a primeira parte do percurso. Estas pessoas podem e devem tirar as melhores ilações, do porquê, das dificuldades e começar sériamente a pensar em mudar alguns hábitos. Como de costume gostaria de começar por agradecer, a participação dos "novos" carolas: Fabiana Faria; Filomena Macedo; Isabel Sousa; Vilma; Helder; Helena Ferreira; Xavier Nogueira; José Luís Ferreira; Emília Sousa; Nuno Amado e o Norberto.
 
Participaram ainda nesta caminhada: Alfredo Paiva; Alfredo Barbosa; Teixeira; Vitor Seabra; Elsa Bandeira; Fátima Violas; José Azevedo; Tânia Lima; Fernando Lima; Cristina Lima; Hugo Faria; Mário Pinto; Arminda Pinto; José Gomes; José Costa; Eduarda; Tó; Becas; Graça Machado; Isabel Barbieri; Francisco; Ana Paula; Susana; Ana Oliveira; Elisabete; Helena Farinha; Fátima Farinha; Rui Mota; Pedro Djaló; Isaura Santos;  Fátima Nogueira; Telma Patrício; Bárbara; Susana Martins; João Correia; Bina Correia; Manuel Martins; Laurinda Martins; Margarida Rebelo; Miguel Guedes; Márcia Madeira; Arsénio; Ricardo; Pedro França; José Luís Sampaio; Fernando Carriço e Isaura Carriço.
 
O cantinho dos mais pequenos: De destacar a forma irrepreensível, como a Susana o Ricardo e o Miguel Guedes, fizeram esta caminhada. Como se diz na gíria, fizeram a caminhada "com uma perna ás costas". Estão de parabéns.
 
Nota: Como habitualmente uma palavra de apreço e simpatia, para os que não puderam estar presentes. Uma palavra amiga,  muito especial para a Rita Pinheiro, que teve um acidente muito aparatoso , quando vinha ao nosso encontro, e que a impossibilitou a ela e ao grupo que a acompanhava de poder participar na nossa caminhada. Felizmente que ninguém se feriu. Força Rita.
 
Um dos momentos sempre agradável, é a nossa pequena reunião final, antes de entregarmos os brindes, onde podemos conversar um pouco sobre o que se passou na caminhada, entre outros assuntos de interesse para grupo. Embora constantemente interrompidos pela "rela" do Vítor Seabra, lá fomos conseguindo dizer alguma coisa. Mais uma vez fizemos o nosso habitual sorteio das caminhadas extras, e desta vez a felizarda contemplada com a peça do nosso artesanato português, foi a "poetisa" Susana Martins.
 
O momento alto: Surpreendentemente, para nós, organização, o momento alto do dia, foi sem dúvida, as palavras da Margarida Rebelo, no que diz respeito ao nosso trabalho. Eu e o Alfredo Barbosa, não estavamos à espera, nem preparados para ouvir tão simpáticos elogios à nossa forma de estar no grupo. Ficamos sem palavras no momento, e devo confessar que o nosso ego ficou alto.
 
Obrigado por tudo, voltamos a ver-nos no próximo dia 14 de Junho em Cabrum / Resende.  Até lá, fiquem bem.
 
 
Um abraço
Alfredo Paiva
tags:
publicado por Os Carolas às 20:01 link do post | comentar | favorito