68ª Caminhada dos Carolas - 20.09.2008

Mezio....e os espigueiros do Soajo

Retomada a nossa actividade, depois de umas merecidas férias, lá fomos nós até ao Soajo, para mais uma caminhada. Concentrados como habitualmente juntamente ás instalações da Ambar, lá rumamos nós em direcção ao Soajo, sem antes pararmos na área de serviço de Viana do Castelo, onde nos aguardavam uma outra parte do nosso grupo. Depois de tomarmos o café da manhã, e mais alguma coisa, aí sim, motores a trabalhar e estrada fora em direcção aquela terra tão mítica. Desta vez ninguém se perdeu pelo caminho, o que é sempre bom. Quanto ao tempo, mais uma vez esteve do nosso lado. Com pacto ou sem pacto, o que é certo é que o S. Pedro é mesmo Carola. Chegados ao Mezio, carros arrumados, mochilas ás costas, um último retoque no equipamento, cordões apertados, duas de letra dos organizadores (é um bem necessário), e toca a caminhar, que se faz tarde.

A primeira parte do percurso, foi como um bálsamo, para o que viria a seguir, que diga-se em abono da verdade, não teve nada de especial. E se todos forem como a Laurinda Martins, 12Kms é para o aquecimento. Mas um facto é que nem todos se chamam Laurinda Martins e as dificuldades para algumas pessoas são mais que evidentes. Com o ar muito abafado, foi notório o cansaço de algumas pessoas. Que o diga a Maria Helena Marques, que a determinada altura, chegados a Vilela das Lages, se "envolveu" numa luta sem tréguas com a água fresca que jorrava naquele tanque ali existente, ficando literalmente encharcada, mas com resultados muito compensadores. Só visto, foi fantástico. O cenário para o almoço não podia ser melhor. O trilho em forma de anfiteatro, a envolvência daquela flora, e o som sempre mágico da água a correr.

Retomando o percurso depois do almoço, algo de estranho se passava lá para a frente, pois em determinados sítios onde o trilho era mais estreito, as pessoas simplesmente não andavam. Pois não. É que em jeito de vindimas, algumas pimpolhas, resolveram apanhar amoras. Era uma alegria vê-las. Fez-nos recuar no tempo da nossa meninice, em que os campos e bouças proliferavam por todo o lado. Agora só mesmo nestes montes é que se pode apanhar este fruto. Quem não se lembra da famosa frase: "Gostas de amoras? Vou dizer ao teu pai que já namoras". Chegados ao fim do percurso, e depois das mochilas recolhidas, um jeito no cabelo, uma muda de t-shirt , uma atenção especial para a Isaura que tinha torcido um pé e parecia bastante maltratada, lá fomos nós em direcção ao núcleo de espigueiros existentes na Vila do Soajo, para a habitual fotografia de grupo e entrega dos brindes. Mais uma caminhada cumprida e coroada de êxito, graças a um grupo de pessoas fantásticas e ímpares, que fazem dos Carolas, um grupo de caminheiros diferente dos outros...para melhor, à nossa maneira é claro.

Destaque: Quero salientar a presença da D. Irene (mãmã das nossas amigas Bezerras), que mais uma vez provou que a idade são de facto e apenas números. Foi um regalo vê-la, com aquela sua cadência muito certinha, fazer esta caminhada, e chegar ao fim como se nada se tivesse passado. Parabéns D. Irene.

Quero desde já agradecer a presença dos novos participantes nas nossa caminhada: João Sarmento; Maria Helena Marques; Rosa Fernandes; Maria José Magalhães; Susana Ribeiro e o Jorge Silva.

Participaram ainda nesta caminhada: Alfredo Paiva; Alfredo Barbosa; Mário Pinto; Arminda Pinto; Vítor Reis; Sérgio Teixeira; Isabel Sarmento; Aurélio Guerra; José Gomes; Ana Gomes; Becas; Ana Paula; Susana; Nélinha Bezerra; Zé Miguel; Gonçalo; Cláudia Bezerra; Jorge Meireles; D. Irene; Milinha Bezerra; Lucinda; Jaime Queirós; Sissi; Fernando Araújo; Otília; Rita Pinheiro; Filipa; Miguel Oliveira; Nuno Gonçalves; Patrícia; Valente; João Araújo; Margarida; Manuel Martins; Laurinda Martins; Olinda Cação; Manuela Ramos; Helena Cruz; Ana Maria; Miguel Guedes; Márcia Madeira; Rui Mota; Isaura Santos; Fátima Nogueira; Telma Patrício; Susana Martins; João Correia; Bina Correia; Xavier Nogueira; José Luís Ferreira; Maria João; António Lourenço; Emília Sousa; Paulo Guedes e Cristina Reis.

Nota: A todos aqueles que não puderam participar nesta caminhada, um forte abraço.

 

Um obrigado a todos e até breve. Talvez Gerês ...ou mesmo Vale de Cambra.

Alfredo Paiva

tags:
publicado por Os Carolas às 15:01 link do post | comentar | favorito